Offside
Corporate

Um olhar sobre nós na voz dos nossos parceiros - Testemunho da Volkswagen Autoeuropa, Lda, pela voz de Margarida Pereira.

Fora de Série

"A experiência de trabalhar no INESC TEC é, simplesmente, enriquecedora e gratificante", Margarida Gonçalves (DIL/RH)

A Vós a Razão

"As sinergias que se podem obter destas colaborações inter-unidades são particularmente importantes no caso da robótica. Muitos projetos nesta área possuem um elevado carácter aplicacional...", Aníbal Matos (ROBIS)

Asneira Livre

"Quando me convidaram para escrever uma ‘asneira livre’ para o BIP, finalmente percebi como é fácil escrever artigos científicos...", Germano Veiga (ROBIS)

Galeria do Insólito

"A quem duvida que a realidade ultrapassa a ficção, oferecemos o exame da correspondência eletrónica que nos chega: preciosidades ..."

Ecografia

BIP tira Raio X a colaboradores do INESC TEC...

Novos Doutorados

Venha conhecer os novos doutorados do INESC TEC...

Novos Colaboradores

O INESC TEC recebeu no último mês 19 novos colaboradores. Conheça os seus rostos...

Cadê Você?

O INESC TEC lança todos os meses no mercado pessoas altamente qualificadas...

Jobs 4 the Boys & Girls

Referência a anúncios publicados pelo INESC TEC, oferecendo bolsas, contratos de trabalho e outras oportunidades do mesmo género...

Biptoon

Mais cenas de como bamos indo porreiros...

Subscrever o BIP
 

Asneira Livre

Escrever um artigo científico é mais fácil do que uma ‘asneira livre’

Por Germano Veiga*

Quando me convidaram para escrever uma ‘asneira livre’ para o BIP, finalmente percebi como é fácil escrever artigos científicos, mas mesmo assim cá vai...

Trabalho na Unidade de Robótica do INESC TEC. A robótica é uma área multidisciplinar, o que na prática significa que Engenheiros Mecânicos, Eletrotécnicos e Informáticos reclamam para si o estatuto/poleiro de verdadeiros robóticos.

Ora, tendo eu estudado e trabalhado nos departamentos de Engenharia Mecânica e Ciência de Computadores (a Engenharia Informática do norte da Europa) das Universidades de Aveiro, Coimbra e Lund na Suécia, foi com alguma expectativa que me juntei à ROBIS no INESC TEC, que está tradicionalmente ligada aos cursos de Engenharia Eletrotécnica da FEUP e do ISEP.

O resultado não podia ser mais esclarecedor! Sou o primeiro engenheiro mecânico numa unidade que tem mais de 40 elementos, mesmo estando a unidade fisicamente muito próxima do departamento de Engenharia Mecânica da FEUP! São as distâncias à moda do Porto. A distância aqui caricaturada é relativamente comum em muitos laboratórios de investigação por esse mundo fora.

O INESC TEC é também a maior instituição onde trabalhei. Logo, foi com alguma surpresa que verifiquei que as mensagens de correio eletrónico enviadas para a lista geral do INESC TEC (600 elementos) têm um carácter caseiro, quase familiar. Na verdade a lista foi recentemente usada para mandar dois cumprimentos! São as distâncias do correio electrónico à moda do INESC TEC.

O meu colega Nuno Cruz, também da unidade ROBIS prometeu que me explicava os correios (eletrónicos) do INESC TEC assim que tivesse oportunidade (quem sabe na Galeria do Insólito do BIP...!).

Em jeito de conclusão, devo referir que fui muito bem recebido na ROBIS, mesmo que os eletricistas não consigam disfarçar alguma desconfiança do “chapeiro” e eu reclame sempre que cheira a fabrico de eletrónica (aquilo a que eu chamava electrónica queimada afinal provém da estanhagem e da cola quente... estou sempre a aprender).

*Colaborador na Unidade de Robótica e Sistemas Inteligentes