Offside
Corporate

Um olhar sobre nós na voz dos nossos parceiros - Testemunho da Volkswagen Autoeuropa, Lda, pela voz de Margarida Pereira.

Fora de Série

"A experiência de trabalhar no INESC TEC é, simplesmente, enriquecedora e gratificante", Margarida Gonçalves (DIL/RH)

A Vós a Razão

"As sinergias que se podem obter destas colaborações inter-unidades são particularmente importantes no caso da robótica. Muitos projetos nesta área possuem um elevado carácter aplicacional...", Aníbal Matos (ROBIS)

Asneira Livre

"Quando me convidaram para escrever uma ‘asneira livre’ para o BIP, finalmente percebi como é fácil escrever artigos científicos...", Germano Veiga (ROBIS)

Galeria do Insólito

"A quem duvida que a realidade ultrapassa a ficção, oferecemos o exame da correspondência eletrónica que nos chega: preciosidades ..."

Ecografia

BIP tira Raio X a colaboradores do INESC TEC...

Novos Doutorados

Venha conhecer os novos doutorados do INESC TEC...

Novos Colaboradores

O INESC TEC recebeu no último mês 19 novos colaboradores. Conheça os seus rostos...

Cadê Você?

O INESC TEC lança todos os meses no mercado pessoas altamente qualificadas...

Jobs 4 the Boys & Girls

Referência a anúncios publicados pelo INESC TEC, oferecendo bolsas, contratos de trabalho e outras oportunidades do mesmo género...

Biptoon

Mais cenas de como bamos indo porreiros...

Subscrever o BIP
 

Galeria do Insólito

Vai na vira e na volta, o ‘e-correio’ traz destas coisas…

A quem duvida que a realidade ultrapassa a ficção, oferecemos o exame da correspondência eletrónica que nos chega: preciosidades dignas de reconhecimento e realce, relíquias do foro mais extraordinário, hinos ao absurdo inimaginável. E que responder então? Excedemo-nos, decerto, no esforço da busca da resposta educada e à altura da circunstância.

Sapatos? Nem nós sabíamos que havíamos criado uma marca própria de calçado – umas tais sandálias The Flex. Pois bem, estas sandálias conseguiram encantar uma donzela lisboeta que nos contactou em desespero. Escreve-nos ela: a “nossa” marca saiu do mercado e não consegue agora encontrar outro sapatinho, neste caso uma sandalinha, que lhe sirva e lhe proporcione maior conforto. E prossegue:

Vivo em Lisboa e gostaria de saber onde posso encontrar a vossa marca, porque desde que passei a usar um, dei-me muito bem, só que a sapataria em causa já encerrou e tenho tido muita dificuldade em encontrar esta marca noutras sapatarias.”

Que responder? Com finesse, decerto:

Cara donzela, unha encravada, joanete ou pé de atleta, o conforto não lhe deve ficar caro - uma vez que só precisa do artigo para um pé”.

 

E se há quem nos peça, mais há quem se nos ofereça, mesmo que a dádiva nos deixe perplexos. Eis, em nova e genuína pérola, o email que nos tirou o fôlego:

"Bom dia, Gostava de desenvolver uma nova forma de fazer Energia Electrica como não sou uma pessoa formada gostava de tentar desenvolve-la penso que se der certo sera uma revira volta no sector inergético."

Que responder? Talvez com gratidão:

Caro colega, queremos conhecer a sua ideia… Já sabemos que não é nenhuma, mas ninguém o tinha explicado com tanta genialidade: tenho vontade, mas ainda não sei de quê”.